terça-feira, 5 de julho de 2016

NpLarp recebe Thiago Junges


Sábado dia 25 de junho o Tiago Junges (Kaldjorn, Verloren, Kampfest...) veio a São Paulo para duas atividades no Sesc Itaquera - um bate papo e a realização do larp space opera Hyperdrive.

À noite, visitou o NpLarp e conversou com Luiz Prado e Luiz Falcão.

Conhecemos o trabalho dele com larp em 2013 - na verdade divergimos exatamente sobre como foi. Em uma ocasião, lemos uma matéria na internet sobre um larp medieval em Porto Alegre onde o responsável entrevistado dizia que o larp era também uma mídia e uma forma de arte. Seriam ecos do Guia Prático de Larp? Tratava-se de Kaldjorn. Por outro lado, durante o processo de criação do larp O Jogo do Bicho, encontramos o rpg DOGs, de autoria do Junges, que - como O Jogo do Bicho - também tinha como uma de suas influências o filme Cães de Aluguel, e acabamos conhecendo os demais trabalhos do autor.

Depois, fomos recebidos por ele em Porto Alegre, na ocasião do LabJogos de 2015 - onde pudemos conversar de maneira mais próxima e trocar experiências sobre nossas práticas (e teorias!) a respeito do larp.

Em nosso encontro em São Paulo, duas semanas atrás, aproveitamos a oportunidade para aprofundar o diálogo começado no Sesc de manhã - e claro, em todas as ocasiões anteriores! ;)

Por quase uma hora, falamos de muitos detalhes, histórias e escolhas que envolveram o larp Kaldjorn e sua trajetória até o encerramento, em janeiro desse ano, e o novo projeto do realizador, Crônicas de Verloren.

Criação de personagem, fichas, habilidades, cultura de jogo, caracterização, experiência, sistema monetário, gestão de recursos, o trabalho como organizador e designer, a interlocução com as comunidades de jogadores, o evento anual Kampfest.... e a escolha de um novo rumo, fundamentado em 4 anos de experiência com o Kaldjorn, para um estilo de jogo mais imersivo e narrativo, em Verloren.

Depois, conversamos com Junges sobre outros projetos na linguagem. Em especial o larp Radioativo, criado por ele e realizado ano passado em Porto Alegre. Com influência do larp Nórdico, a experiência foi absolutamente diferente do experimentado em larps como Kaldjorn e abriu caminho para outra linha de trabalho, com larp, em Porto Alegre.

A gestão de recursos parece ser um elemento constante nos jogos do autor. Desenvolvedor também de jogos digitais, cardgames, boardgames e RPGs, Junges não se prende a territórios de conforto nas linguagens - e usa livremente os recursos disponíveis entre elas. Com o tempo e a experiência, tem percebido como tirar melhor proveito deles em cada linguagem. Alguns de seus jogos já estão disponíveis na internet, gratuitamente, e ele tem planos para fazer o mesmo com outros (Hyperdrive incluso).

Além de Verloren, Radiotivo, Purgatório (?!), Fin des Temps e Hyperdrive... tudo indica que virão mais larps de Tiago Junges em breve. Um brinde a isso!

Um brinde ao intercâmbio!

Um brinde a parceria!

O larp é a arte do encontro!




PS: até aquele momento, dentre os larps do autor, apenas Fin des Temps não havia sido realizado. No dia seguinte, descobrimos que o professor Rafael Carneiro Vasques havia utilizado o larp com seus alunos. Naquele mesmo dia!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...