sábado, 19 de julho de 2014

Paulo Merlino em São Paulo - dia 26/7

Paulo Merlino é diretor do grupo Batalha Cênica Salvador - um dos mais ativos e importantes grupos de larp e swordplay no Nordeste Brasileiro, em atividade na Bahia. Ele estará neste da 26 de Julho, véspera do Encontro Paulista de Swordplay, reunido com o NpLarp na biblioteca Monteiro Lobato.

Merlino falará sobre sua experiência e trajetória com a linguagem do larp e no comando da BCS, sobre as relações que estabelece entre essa forma de arte e a prática esportiva do swordplay e sobre a cena de larp em sua região.

Após a conversa, Paulo Merlino organizará também um larp de 1 hora de duração - para que os participantes possam conhecer de verdade aspectos práticos do trabalho do grupo. Para 10 pessoas, a partir de 16 anos.

BATALHA CÊNICA SALVADOR

Fundada em 2008 por Paulo Merlino, a BCS começou com foco em batalhas (swordplay) e investiu no modelo ao tomar contato com grupos semelhantes em território nacional.

A partir de 2013, a pesquisa com a linguagem do larp ganhou mais espaço. Foi quando se iniciaram os estudos dos larps nórdico e americano. O larp na BCS ganhou um novo corpo, conceitos como resenha (debrief) e ambientação 360° foram amplamente testados. Os trajes e o envolvimento com o enredo se desenvolveram, trazendo notoriedade ao grupo.

Esta fase mais recente aproxima a experiênicada BCS a de seus colegas em São Paulo, especialmente em torno do NpLarp.

ENCONTRO PAULISTA DE SWORDPLAY


Dia 27 de julho acontecerá o 4° EPS - Encontro Paulista de Swordplay. Durante evento que reúne praticantes de todo país, o NpLarp convida para debate uma das figuras mais importantes do larp no nordeste e da intersecção entre larp e swordplay.

Swordplay é o nome dado a diversas práticas com espadas, réplicas ou simulações de espadas de cunho esportivo, competitivo ou não. Nos últimos anos, esse tipo de prática se popularizou imensamente em todos os estados do Brasil. Alguns desses grupos praticam também larp com temáticas associadas ao swordplay - em sua maioria, histórias ambientadas em universos de fantasia medieval.

ENCONTRO COM
PAULO MERLINO

GRUPO BATALHA CÊNICA SALVADOR (BAHIA)

DIA 26 de JULHO
às 11Hs da manhã

BIBLIOTECA PÚBLICA MONTEIRO LOBATO ( no Auditório)
Rua General Jardim, 485 - Vila Buarque
próximo aos metrôs República e Santa Cecília


bonus track: arte do cartaz
clique na imagem para ver maior

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Um Carioca na Larpwriter Summer School

Larpwriter Summer School é um projeto de cooperação entre dois países, a Noruega (através do grupo Fantasiforbundet) e a Bielorrússia (o grupo POST) que acontece esse ano na Lituânia. Consiste em um curso intensivo de 5 dias focado em design para larp, voltado para uma audiência internacional. Na equipe de professores, convidados internacionais de peso como Eirik Fatland, Petter Karlsson e outros velhos conhecidos de quem se aventura nas pesquisas sobre larp, especialmente o Larp Nórdico.

O objetivo é capacitar os participantes do curso a criarem seus próprios larps. As atividades incluem jogar larps, assistir a palestras, participar de oficinas e debater ideias para possíveis larps. Há uma ênfase especial em larp educacional, mas a compreensão do que seja o termo é bastante abrangente.

Três turmas já passaram pela Larpwriter Summer School desde 2012. O curso de 2014 acaba de chegar a seu fim, seguido de um festival que está acontecendo nesse momento, o Metamorfozes

Esse ano temos um representante brasileiro participando de ambos os eventos, o carioca Rian Rezende.

Rian Rezende é sociólogo, mestre em design, game designer e colaborador na Donsoft Entertainment. Pesquisador do LaDeH , do Ilustr&Narrativa e professor no Departamento de Artes e Design da PUC-Rio, integra as equipes do RPG Incorporais, do Coletivo Gamerama e da Academia Lúdica, sendo também fundador e Mestre Lúdico na Cia Imperial Lúdica. (pequena bio retirada da coletânea O Jogador de Mil Fases).

Rian Rezende e também os outros brasileiros
Carlos Klimick e Eliane Bettocchi
no 8° Annual Role Playing in Games Seminar 2012
Seu contato com o larp começou em 2012, quando esteve presente no 8° Annual Role Playing in Games Seminar, em Tampere, na Finlândia, para apresentar um trabalho próprio sobre RPG. Foi quando conheceu  Markus Montola, Jaako Stenros (organizadores do livro Nordic Larp) e Nathan Hook e teve contato pela primeira vez com o Larp Nórdico.

Em 2013, preparando-se para um workshop sobre RPG que iria ministrar na Holanda, Rian procurou o NpLarp - motivado pelo seu contato com pesquisadores da linguagem no ano anterior, queria aproveitar o novo intercâmbio para conhecer alguns grupos e, se possível, participar de alguma experiência nos países que visitaria.

De lá para cá, o professor, pesquisador e game-designer tem acompanhado a cena de larp no Brasil e internacionalmente, especialmente pelas redes sociais - e planejando timidamente sua incursão na linguagem. Foi nesse contexto que conheceu o Larpwriter Summer School e engajou-se na oportunidade de fazer o curso.

Na Lituânia há mais de uma semana e em contato com Nplarp desde então, Rian deve participar amanhã durante o Metamorfozes do larp Innocence de Nina Runa Essendrop, uma das autoras do larp Morte Branca, que o Boi Voador realizou em Belo Horizonte, no Laboratório de Jogos desse ano.

Depois de concluída a jornada, pretende escrever um relato mais completo de sua experiência e aprendizados no Larpwriter Summer School, no festival que acontece nesse momento em Vilnius e nas suas deambulações pelos países vizinhos. Estamos no aguardo!

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Revista Mais Dados - 'Novos Sabores do Larp Brasileiro' e dois larps curtos de Luiz Prado

Revista Mais Dados é uma publicação científica brasileira com foco em roleplay e jogos, voltada para RPGs, larp e jogos de carta ou tabuleiro. Organizada e publicada pela ONG Narrativa da Imaginação, a revista está disponível gratuitamente e online em formato pdf, clicando aqui.

O larp está representado nessa primeira edição por meio da tradução do artigo "New Tastes in Brazilian Larp" publicado em março em coletânea internacional e agora finalmente disponível em português, e os roteiros de aplicação de Café Amargo e Álcool, larps de Luiz Prado.

NOVOS SABORES DO LARP BRASILEIRO

Escrito por Luiz Falcão, o artigo tenta estabelecer um histórico crítico do larp no Brasil, dividindo-o em três momentos e concentrando-se no último, onde aponta a influência do Larp Nórdico e a diversificação da prática a partir do entendimento do larp como uma linguagem. Novos Sabores no Larp Brasileiro, é um dos poucos textos sobre o assunto e referencia um grande número de experiências distintas sendo provavelmente o texto mais completo e abrangente sobre o larp no Brasil até hoje.

Publicado originalmente em inglês no livro The Cutting Edge of Nordic Larp (Suécia, março de 2014), livro oficial do Knutpunkt 2014.

CAFÉ AMARGO

Realizado pela primeira vez em 2013, no labLarp, este larp curto de Luiz Prado para 2-6 pessoas utiliza de sinestesia e está dentro da pesquisa do autor que engloba também Ouça no Volume Máximo e Álcool: larps com teor sentimental, relativamente breves, onde mecânicas de jogo são utilizadas para catalizar as relações entre os personagens dos jogadores, que são criados durante o jogo.

Café amargo também está disponível em inglês: Bitter Coffee - Sooner or later the people we love will say goodbye.

ÁLCOOL

Com roteiro inédito até esta Mais Dados, Álcool já havia sido realizado em Sorocaba, no evento Fantasy Arts e em Belo Horizonte, no Laboratório de Jogos. Neste larp, os participantes representam memórias de um personagem envolvido com a bebida. Para 2-5 pessoas, é um jogo "sobre o significado do álcool em nossas vidas".

Acesse a revista online aqui.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...