segunda-feira, 18 de julho de 2011

Por que chamamos de LARP?

Aqui no Brasil, pelo menos quando conheci o LARP, ele era chamado de Live-Action. Tinha um apelido carinhoso entre os simpatizantes: Live. Pronuncia-se laiv, embora eu já tenha encontrado algumas pessoas dizendo live (com i mesmo). Na verdade, eu nunca me preocupei com qual forma seria mais certo. Chamamos de laiv, escrevemos live, quando queríamos parecer sérios ou especializados usávamos live-action e quando queríamos ser chiques dizíamos Live Action Role Play. Alguns ainda botavam um game no final.

Há ainda mais maneiras de se referir a ele. Jogo de Ação ao Vivo, RPG ao Vivo, RPG live, RP (acrônimo de Role Play), Live Action Storytelling. Isso sem falar nos inúmeros, incontáveis primos: RPG (roleplay games), ARG (altered reality games), psicodrama, caça ao tesouro, performance, teatro do oprimido, experimental, happening, cosplay... Muitos e muitos primos, de maior ou menor proximidade.

E, talvez por causa de uma maldição temática, temos ainda uma confusão meio bizarra. Tem um pessoal que acha que boffering/swordplay é live-action ou larp. Existem grupos no Brasil que fazem sworplay e insistem em dizer que trata-se de LARP, dando até mesmo entrevistas para a TV e levando a diante essa confusão. O Ivar, do Gladius Swordplay (que além se boffering, faz larps também) tem um excelente artigo explicando as diferenças entre larp, swordplay e outras práticas. Não é nada difícil de entender. Também tem um vídeo simplérrimo do grupo Batalha Cênica de Salvador no youtube que ilustra as diferenças.
imagens com as quais você se pode se deparar procurando na internet por boffering, live action e larp, respectivamente.

Mas enfim, com tantas opções e com a mais popular sendo live-action, por que adotar o termo LARP?

Fácil. Procure no google "live-action brasil". Ou simplesmente "live-action". O que aparece? Acontece que live-action é como se chama qualquer filme com atores. Um filme, ou vídeo, uma obra audio-visual qualquer é ou animação, ou live-action (ok, eu, você, Roger Rabbit e Normam McLaren sabemos que não é bem assim). Sendo assim, o que mais aparece são resultados como Evangelion Live-Action, Dragon Ball Live Action, Transformers.... desenhos animados que ganharam versões com atores. Se você se esforçar pra achar algum live legal procurando por este termo, vai se dar mal. Pode até encontrar, mas vai ficar por fora de 90% do que rola no mundo. E tem muita coisa boa. Agora procure larp. Ficou um pouco mais específico, não é?


LARP é um termo usado internacionalmente. Não é tão sonoro nem parece tão carinhoso quanto o que usamos aqui, mas adotá-lo é uma forma de reconhecermo-nos como parte de algo maior, encontrar e sermos encontrados. Também é forma de diferenciá-lo, nem RPG, nem teatro, nem faz de conta. O LARP é uma linguagem, tem autonomia, história e capacidade próprias e sem igual. Podemos continuar apelidando da maneira como quisermos, mas é importante para fortalecê-lo que adotemos também esse "nome de batismo".

Diziam os antigos que, quando sabemos o nome verdadeiro de alguém, temos poder sobre ele. Sendo verdade ou não, podemos começar por aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...