domingo, 3 de julho de 2011

O larp no Brasil e no Mundo

Há poucos larps no Brasil. Aqui a atividade ganhou o apelido de Live Action e é muito frequentemente associada a jogos comerciais de RPG (roleplaying games). Talvez seja esta associação que preserve o amadorismo da maioria das peças de larp produzidas no país.

No exterior, há larps em diversos países com qualidade e investimentos de outra ordem. Na Noruega, Dinamarca, Suécia e Finlândia está a mais robusta e avançada pesquisa na linguagem, com grande diversidade de realizações que vão de larps "avant-garde" para poucas pessoas (como alguns Chamber Games), até larps para milhares, com investimentos milionários (como Dragonbane). Também há uma extensa teoria desenvolvida nestes países, com a publicação de pelo menos um livro por ano pela comunidade de desenvolvedores.

O grupo Boi Voador quer colaborar para este crescimento no país, desenvolvendo larps que se equiparem em qualidade e potência artística a performances e peças de teatro e colaborando para a edificação de uma teoria nacional em torno da linguagem.


Acima, fotos de lives escandinavos. As temáticas variam muito, de sexo, câncer, velhice à Dragões, espaçonaves e exércitos medievais em guerra.
Ao lado, alguns livros publicados anualmente nos knutepunkt, eventos que reúnem os quatro países em torno de discussões, mesas redondas e larps
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...